Blog Projeto executivo e detalhado

Projeto executivo e Projeto de detalhamento de Estrutura Metálica

Projeto executivo e projeto de detalhamento

Vou mostrar o que você precisa saber antes de contratar um projeto executivo (ou básico) e um projeto de detalhamento (ou de fabricação) de estrutura metálica. Veja as diferenças, confusões e enganos comuns.

A classificação por abrangência de escopo mais comum é a seguinte:

  • Unifilar
  • Executivo (também chamado no mercado como projeto básico)
  • Detalhamento de Fabricação

Veja a comparação entre unifilar e executivo.

Projeto unifilar versus projeto executivo

 

O projeto executivo também é chamado de básico por ser a base para o projeto detalhado, que como vamos ver mais adiante, já é considerada uma fase de fabricação. Ou seja, para estruturas de aço, quando se refere a projeto executivo ou projeto básico estamos nos referindo à mesma coisa, o mesmo escopo de trabalho.

O projeto unifilar não é um pré-requisito do projeto básico, não precisa ter um projeto unifilar antes do projeto básico. No entanto, precisa haver um projeto básico antes do detalhamento. O projeto unifilar não pode ser usado para contratação da fabricação por não ter todos os elementos definidos e estudados.

O que dizem as associações de construção metálica?

Fomos buscar um material comum nas seguintes entidades:

  • ABCEM (Associação Brasileira da Construção Metálica)
  • ABECE (Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural)
  • CBCA (Centro Brasileiro da Construção em Aço)
  • AISC (American Institute of Steel Construction)

ABCEM, ABECE e CBCA publicaram em conjunto um manual com práticas recomendadas, que foi baseada na publicação do AISC “Code of Standard Practices for Steel Buildings and Bridges”, e que faz a distinção entre desenhos de projetos (báisoc ou executivo) e desenhos de fabricação (detalhamento). Mas o mais importante é que os desenhos de fabricação e montagem são atribuição do fabricante, este projeto é considerado uma fase inicial da fabricação.

O projeto de fabricação precisa atender às necessidades específicas de quem vai fabricar as estruturas. Isto significa que um projeto de fabricação feito para uma fábrica pode não servir para outra sem ajustes e retrabalhos. Mesmo que o porjeto de fabricação siga convenções do mercado, as necessidades variam muito em função dos processos, controles e maquinários automatizados disponíveis pelas fábricas.

Para acesso à publicação completa, veja site da ABCEM.

Engano comum no mercado sobre o escopo de projeto

Como o projeto de concreto e de instalações não possuem um projeto de detalhamento, tendo sua última fase no projeto executivo, é comum haver dúvidas se existe a necessidade de se comprar o projeto de detalhamento para se ter em mãos o projeto completo. O projeto executivo já é o projeto completo, o de fabricação vai detalhar e numerar peça a peça para que possam ser fabricadas, embarcadas e montadas corretamente.

Como muitos escritórios também oferecem serviços de detalhamento, pode parecer que ao comprar o projeto executivo não se está comprando todo o projeto. Pior que isso, quem não estiver acostumado pode comparar preços de projeto com escopos completamente diferentes. Tenha em mente, que de uma forma geral, o detalhamento de fabricação é mais caro que o projeto básico e devido ao prazo de execução longo, é desenvolvido em paralelo com a fabricação.

Veja também aspectos éticos do projeto e determinação de escopo.

Itens de fornecimento que geram dúvidas frequentes

Alguns itens geram dúvidas frequentes e o melhor é investigar a fundo as necessidades do cliente na fase de orçamentos e propostas. Alguns itens que geram dúvidas são:

Lista de material. A lista de material do projeto executivo considera um resumo de material por bitola, com um acréscimo percentual de peso para cobrir chapas e parafusos de ligação. No projeto de fabricação as listas são completas, contendo todos os elementos devidamente numerados, incluindo lista de parafusos.

Memória de cálculo. Um bom projeto possui uma memória de cálculo, mas não necessariamente formatada para entrega. A formatação para entrega de uma memória de cálculo envolve um trabalho considerável e naturalmente um custo a ser considerado. Pela prática de mercado a memória de cálculo só é entregue quando acordado previamente na contratação, principalmente quando se trata de memória de cálculo das ligações – esta solicitada em casos específicos. Outro ponto controverso é que a memória de cálculo não é uma aula de cálculo, mas um registro dos pontos importantes que permitam a consulta quando houver alguma revisão de projeto ou para verificação por profissional qualificado.

Telhas, acessórios de vedação e calhas. O projeto de recobrimento e calha não faz parte do projeto executivo da estrutura metálica, embora possa ser oferecido como um serviço adicional. Mesmo que as informações sejam necessárias ao desenvolvimento dos projetos, a listagem dos materiais e montagem de diagramas para montagem são serviços adicionais.

Modelo 3D da estrutura. O modelo 3D, através de um arquivo de compartilhamento de modelos como o IFC, é um dos entregáveis mais importantes considerando-se a tecnologia BIM. A entrega do modelo em seu formato nativo, que pode ser trabalhado e complementado pelo cliente envolve questões mais complexas como direito autoral e segurança. A menos que seja explicitamente acordado inicialmente, o modelo em seu formato nativo é propriedade do projetista. O tipo de modelo também depende do escopo de projeto contratado, veja o artigo sobre os tipos de modelagem.

Quer qualidade? Garanta que o seu projeto seja compatível com a tecnologia BIM.

O projeto precisa ser feito em uma plataforma 3D capaz de compartilhar informações com uma plataforma BIM. Projetos feitos em Autocad ou similares e apresentados apenas em desenhos 2D, não podem ser compartilhados como modelos de projeto. Você precisa que seu projeto incorpore esta tecnologia? Sim, absolutamente. Os benefícios para fase de construção já se justificam, agora pense que você terá seu projeto disponível para consulta futura (reforma, ampliação, adequação,etc) em um modelo intuitivo e com as informações. A outra opção são pilhas de desenhos 2D a serem consultados (se estiverem disponíveis).

Veja também: Quais os melhores programas de projeto de estruturas metálicas.

O problema é o seu custo fixo?

Obviamente ter um custo fixo alto pode inviabilizar não apenas o sucesso de vendas, mas a sobrevivência saudável do escritório. Veja o artigo de como baixar os custos de projeto, onde divido os custos por categorias e pontualmente faço uma análise como tratar cada um destes custos.

Quer aprender mais sobre conceitos de detalhamento de fabricação?

Veja nossa matéria sobre os conceitos básicos que você deve conhecer para trabalhar com projetos de estrutura metálica. Temos também uma série de cursos que abrangem dos conceitos até à modelagem avançada de estruturas, envolvendo ligações e conceitos usados no dia a dia do nosso mercado.

 

1 Comment

Deixe uma resposta